A derivação sufixal a partir de verbos inergativos e inacusativos: uma construção sintático-semântica

Tatyane Pâmella Ribeiro de Freitas

Resumo


O processo de formação de palavras por derivação sufixal tem relação direta com as funções semânticas (noções de papel temático) e sintáticas (inergatividade e inacusatividade) da língua. Tendo em vista esse panorama, este artigo pretende discutir e aprofundar acerca dos sufixos que influenciam a criação de deverbais com papel temático ora de agente, ora de paciente. Dessa forma, pretende-se analisar se palavras formadas a partir de verbos inergativos e inacusativos expressam as noções semânticas de agente ou de paciente e, também, analisar quais sufixos são aceitos por esses verbos. Esta pesquisa ancora-se em Mioto, Silva e Lopes (2007), Souza (2018), Xavier (2016), Rocha (2008), Ciríaco e Cançado (2004) e Cançado (2005) e a análise dos dados nasce de nove exemplos mencionados por alguns desses autores.

Texto completo:

PDF

Referências


BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 38. ed. São Paulo: Nova Fronteira, 2015.

CANÇADO, Márcia. Papéis temáticos. In: CANÇADO, Márcia. Manual de Semântica. São Paulo: Editora Contexto, . 105-121, 2005. p.

CEGALLA, Domingos Paschoal. Sufixos. In: CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. 48. ed. rev. São Paulo: Companhia Editora Nacional, p. 102-116, 2008.

CIRÍACO, Larissa; CANÇADO, Márcia. Inacusatividade e inergatividade no PB. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, 46(2):207-225, 2004. Disponível em: < https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8637169/4891>. Acesso em: 11 maio 2018.

CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Breve gramática do português contemporâneo. 12. ed. São Paulo: Edições João Sá da Costa, 1998.

MIOTO, Carlos; SILVA, Maria Cristina Figueiredo; LOPES, Ruth Elizabeth Vasconcellos. Teoria temática. In: MIOTO, Carlos; SILVA, Maria Cristina Figueiredo; LOPES, Ruth Elizabeth Vasconcellos. Novo Manual de Sintaxe. 3.ed. Florianópolis: Insular, p. 119-164, 2007.

ROCHA, Luiz Carlos de Assis. Processo de formação de palavras: a derivação sufixal. In: ROCHA, Luiz Carlos de Assis. Estruturas morfológicas do português. 2.ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2008, p. 95-124.

ROCHA, Luiz Carlos de Assis. Um modelo de análise: a regra S­-eiro. In: ROCHA, Luiz Carlos de Assis. Estruturas morfológicas do português. 2.ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, p. 125-142, 2008.

SOUZA, Amanda Carvalho. Os verbos monoargumentais no processo de aquisição da Linguagem: um estudo à luz da Teoria Gerativa. 2018. 153 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Letras, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018.

XAVIER, Gláucia do Carmo. O estudo do Aspecto em uma perspectiva minimalista: representação sintática e relações com categorias funcionais e lexicais. 2016. 235 f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-graduação em Letras, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016. Disponível em: < http://www1.pucminas.br/imagedb/documento/DOC_DSC_NOME_ARQUI20170623182016.pdf>. Acesso em: 11 maio 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.18364/rc.v1i57.317

ISSN: 2317-4153 | Indexadores