A prefixação na tradição gramatical portuguesa

Graça Rio-Torto

Resumo


RESUMO:
O objetivo deste estudo consiste em rastrear o modo como a prefixação tem sido analisada na tradição gramatical portuguesa. Para tal, são consideradas gramáticas de referência, brasileiras e portuguesas, desde J. Soares Barbosa (1822) a Said Ali (1931), por forma a observar os fundamentos teóricos e os resultados da sua aplicação ao universo da prefixação da língua portuguesa. Sendo a prefixação um espaço de fronteira entre a derivação e a composição, os estudos escrutinados refletem esse contínuo. Analisam-se em particular as unidades morfolexicais cujo tratamento oscila entre a prefixação e a composição, e comentam-se criticamente os argumentos aduzidos em vista a uma optimização da sua percepção por parte das gramáticas contemporâneas. Após a introdução, o artigo estrutura-se em duas grandes secções: a prefixação como subclasse da composição e a prefixação como subclasse da derivação. Uma secção final analisa criticamente as perspectivas compulsadas e bem assim as modernas tendências de tratamento da prefixação na literatura gramatical contemporânea brasileira e portuguesa.

PALAVRAS-CHAVE: Formação de Palavras. Prefixação. Composição. Gramaticografia do Português. Teoria Morfológica

Texto completo:

PDF

Referências


Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa — 1990 (consulta em 21.02.2015) disponível em http://www.portaldalinguaportuguesa.org/acordo.php?acordo&version=1990

ALI, Manuel de Said. Gramática Histórica da Língua Portuguesa. São Paulo: Edições Melhoramentos [1931], 1964.

Alves, Ieda. Um estudo sobre a neologia lexical: os microssistemas prefixais do português contemporâneo. São Paulo: Universidade de São Paulo, Tese de Livre Docência, 2000.

Barbosa, Jeronimo S. Gramática filosófica da língua portuguesa. 8 ed. Edição Anastática, Comentário e Notas Críticas de Amadeu Torres, 2005 [1822].

Bechara, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 37 ed. rev. e ampliada. Rio de Janeiro: Lucerna. 2004.

Caetano, Maria do Céu. A formação de palavras em gramáticas históricas do português: análise de algumas correlações sufixais.. Lisboa: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Dissertação de doutoramento, 2003, 483p.

CORREIA, Margarita. O comportamento prefixal de não. Actas do XIX Congreso Internacional de Lingüística e Filoloxía Románicas. A Coruña: Fundación Pedro Barrié de la Maza, vol. 2, 1992, p. 347-356.

COUTINHO, Ismael de Lima. Pontos de gramática histórica. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1938.

Cunha, C.; Cintra, L.F. Nova gramática do português contemporâneo. 10 ed. Lisboa: Edições João Sá da Costa. 1984.

FÁBREGAS, A; SCALISE, S. Morphology. From data to theories. Edinburgh: Edinburgh University Press, 2012.

GONÇALVES, Carlos. Composição e derivação: pólos prototípicos de um continuum? Domínios de Linguagem, vol.5, n. 2, 2011, p. 62-89.

Heine, B.; Claudi, U.; Hünnemeyer, F. Grammaticalization: a conceptual framework. Chicago, London: The University of Chicago Press, 1991.

LIEBER, R.; ŠTEKAUER, P. The Oxford handbook of compounding. Oxford: OUP, 2009.

Nunes, José Joaquim. Compêndio de gramática histórica portuguesa (Fonética e Morfologia). 9 ed. Lisboa: Clássica Editora, 1989 [1919].

NUNES, Susana da Costa. Prefixação de origem preposicional na língua portuguesa. Coimbra: Universidade de Coimbra, dissertação de doutoramento em linguística Portuguesa, 2011, 343p.

Rio-Torto, Graça. Morfologia derivacional: teoria e aplicação ao português. Porto: Porto Editora, 1998.

Rio-Torto, Graça. Prefixação. In Graça Rio-Torto et al. Gramática derivacional do português. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2013, p. 339-385.

Rio-Torto, Graça. Prefixação e composição: fronteiras de um contínuo. Verba v. 41 Anuario Galego de Filoloxía (USP), 2014, p. 103-121.

Rio-Torto, Graça. A prefixação no português contemporâneo. São Paulo: (no prelo).

Rio-Torto, G.; Ribeiro, S. Portuguese Compounds. Probus 24, 2012, p.119-145.

Rio-Torto, Graça (ed.). Gramática derivacional do Português. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2013.

Vasconcelloz, António Garcia Ribeiro de. Gramática histórica da língua portuguêsa (VI e VII Classes do Curso dos Lyceus). Paris/Lisboa: Aillaud/Alves; Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte: Francisco Alves, 1990.

Vasconcelos, Carolina Michaëlis de. Lições de filologia portuguesa, segundo as prelações feitas aos cursos de 1911/12 e de 1912/13. (Seguidas das Lições Práticas de Português Arcaico). Lisboa: Edição da Revista de Portugal / Dinalivro, 1916.




DOI: http://dx.doi.org/10.18364/rc.v1i47.31

ISSN: 2317-4153 | Indexadores