A concepção de aula como acontecimento e as práticas de multiletramento: um discurso pedagógico polêmico

Sandra Noeli Rezende de Oliveira Barboza, Neide Araujo Castilho Teno, Silvane Aparecida Freitas

Resumo


RESUMO:
O objetivo deste artigo é realizar um estudo teórico acerca da concepção de aula como acontecimento e a relação com a Pedagogia dos Multiletramentos, propondo uma reflexão acerca do discurso pedagógico. Dessa relação emerge um discurso polêmico, envolvendo professores e alunos como interlocutores, produtores e coprodutores de seus discursos, dentro e fora das salas de aula. Como metodologia de pesquisa, recorremos à pesquisa explanatória de cunho bibliográfico com teóricos como: Bakhtin (1996), Geraldi (2015), Rojo (2012), Orlandi (1996) e outros. Nessa perspectiva a reflexão sobre a aula torna-se uma possibilidade de discussão das novas práticas pedagógicas, de Língua Portuguesa no Ensino Médio.

PALAVRAS-CHAVE: discurso pedagógico polêmico; acontecimento; multiletramentos;

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2006.

CARDOSO, S. H. B. Discurso e Ensino. Belo Horizonte: Autêntica/FALE-UFMG, 2005. 166 p.

CANCLINI, N. G. Culturas Híbridas - estratégias para entrar e sair da modernidade. Tradução de Ana Regina Lessa e Heloísa Pezza Cintrão. São Paulo: EDUSP, 1997. p. 283-350.

COPE, B.; e KALANTZIS, M. Multiletramentos e mudanças sociais In: JESUS, Dánie Marcelo de, CARBONIERI, Divanize. (Org.). Práticas de Multiletramentos e Letramento Crítico: Outros Sentidos para a Sala de Aula de Línguas. Coleção: Novas Perspectivas em Linguística Aplicada Vol. 47. Campinas, SP: Pontes Editores, 2016. p.7-12.

DUBOC, A. P. M. A. avaliação da aprendizagem de língua inglesa segundo as novas teorias de letramento. Fragmentos, número 33, p. 263-277 Florianópolis/ jul - dez/ 2007.

DUBOC, A. P. M. A Avaliação da Aprendizagem de Línguas e o Letramento Crítico: Uma Proposta. In:­ DUBOC, A. P. M (Org.). Práticas de Multiletramentos e Letramento Crítico: Outros Sentidos para a Sala de Aula de Línguas. Coleção: Novas Perspectivas em Linguística Aplicada Vol. 47. Campinas, SP: Pontes Editores, 2016. 57-79.

GERALDI, J.W. A Aula como Acontecimento. São Paulo: Pedro & João Editores, 2015. 208p.

GUIMARÃES, E. Texto discurso, discurso e ensino. São Paulo: Contexto, 2013.

JANKS, H. Panorama sobre Letramento Crítico In:­______(Org.). Práticas de Multiletramentos e Letramento Crítico: Outros Sentidos para a Sala de Aula de Línguas. Coleção: Novas Perspectivas em Linguística Aplicada Vol. 47. Campinas, SP: Pontes Editores, 2016. P. 21-39.

KLEIMAN, A. B. (org.). Os significados do Letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas-SP: Mercado de Letras, 1995.

MONTE MÓR, W. M. Multimodalidades e Comunicação: Antigas Novas Questões no Ensino e Línguas Estrangeira. SR. Let. & Let. Uberlândia-MG v.26 n.2 p. 469-476 jul.|dez. 2010.

ORLANDI, E. A. Linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. 4. ed. Campinas, São Paulo: Pontes, 1996.

ROJO, R. Gêneros Discursivos do Círculo de Bakhtin e os Multiletrtamentos. In: ROJO, R. (Org.) Escola Conectada: Os multiletramentos e as TICs. São Paulo. Parábola Editorial, 2013. p. 13-36.

ROJO, R. Letramentos Múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009. 127 p.

ROJO, R. Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e de linguagem na escola. In: ROJO, R.; MOURA, E. (Org.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012. 11-31.

ROJO, R; MOURA, E. (orgs.) Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012. 257 p.

SANTAELA, L. A ecologia pluralista da comunicação: conectividade, mobilidade, ubiquidade. São Paulo: Paulus, 2010. – Coleção Comunicação. 394 p.

STREET, B. Letramentos Sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação/ Brian V. Street; tradução Marcos Bagno. 1 ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2014. 240 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.18364/rc.v1i51.150

ISSN: 2317-4153 | Indexadores