A reconstituição do texto Campos Bem-aventurados

Marina Machado Rodrigues

Resumo


RESUMO
Este trabalho cuida da reconstituição do texto Campos bem-aventurados, de Luís de Camões, à luz da tradição manuscrita em confronto com a tradição impressa quinhentista. Aparato crítico e registro das variantes. Oferece-se também o cotejo do texto crítico com as principais edições modernas da obra do Poeta.

Palavras-chave: edição textual, Camões, tradição manuscrita, tradição impressa

Texto completo:

PDF

Referências


AZEVEDO FILHO, Leodegário A. Lírica de Camões. História, metodologia e corpus. Lisboa, Imprensa Nacional /Casa da Moeda, 1985.

______. Lírica de Camões. Sonetos. Lisboa, Imprensa Nacional/ Casa da Moeda, v. 2, tomo I, 1987.

______. “As formas lingüísticas nos sonetos de Camões”. In: Arquivos do Centro Cultural Português XXIII. Lisboa/Paris, Fundação Calouste Gulbenkian, 1987, p.547-584.

______. Iniciação em crítica textual. Rio de Janeiro, Presença; São Paulo, EDUSP, 1987. Col. Atualidade Crítica, v.12.

______. Lírica de Camões. Sonetos. Lisboa, Imprensa Nacional/ Casa da Moeda, v.2, tomo II, 1990.

______. Lírica de Camões. Canções. Lisboa, Imprensa Nacional/ Casa da Moeda, v.3, tomo I, 1995.

______. Camões, o desconcerto do mundo e a estética da utopia. Rio de Janeiro, Tempo Brasileiro, 1995.

______. Lírica de Camões. Odes. Lisboa, Imprensa Nacional/ Casa da Moeda, v.3, tomo II, 1997.

______.Lírica de Camões. Elegias em tercetos. Lisboa, Imprensa Nacional/ Casa da Moeda, v.4, tomo I, 1998.

______.Lírica de Camões. Oitavas. Lisboa, Imprensa Nacional/ Casa da Moeda, v.4, tomo II, 1999.

______. Lírica de Camões. Éclogas. Lisboa, Imprensa Nacional/ Casa da Moeda, v.5, tomo I, 2002.

CAMÕES, Luís de. Rhythmas. Lisboa, Manoel de Lyra, 1595. Ed.fac-simile do exemplar pertencente à Biblioteca da Academia Brasileira de Letras. Ed. comemorativa do IV centenário da morte de Luís de Camões a 10 de junho de 1980.

______. Rimas. Reprodução fac-similada da ed. de 1598. Estudo introdutório de Vitor Manuel de Aguiar e Silva.Universidade do Minho, 1980.

______. Camões Lírico. Ed. organizada por Agostinho de Campos, Lisboa, Bertrand, 1925. V.1.

______. Lírica. Edição crítica pelo Dr. José Maria Rodrigues e Afonso Lopes Vieira. Coimbra, Imprensa da Universidade, 1932.

______. Rimas. 3ª ed. Texto estabelecido e prefaciado por Álvaro Júlio da Costa Pimpão. Coimbra, Atlântida, 1973. A 1ª ed. é de 1944, a 2ª ed. de 1953.

______. Obras completas. Prefácio e notas de Hernâni Cidade. Lisboa, Sá da Costa, 1946. 5v. Há várias edições posteriores.

______. Obra completa. Organização, introdução, comentários e anotações de António Salgado Junior. Rio de Janeiro, Aguilar, 1963.

______. Lírica Completa. Prefácio e notas de Maria de Lourdes Saraiva. Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1980-81. 3 v. Coleção Biblioteca de Autores Portugueses.

CUNHA, A. Geraldo da. Índice analítico do vocabulário de Os Lusíadas. Rio de Janeiro, INL/MEC, 1966. 3vols.

DIAS, Augusto Epiphanio da Silva. Syntaxe Histórica Portuguesa. Lisboa: Livraria Clássica Editora, 1918.

FERREIRA, Antônio. Obras completas. 4ª ed., Rio de Janeiro, Garnier, 1865; Paris, Augusto Durand, 1865. Anotada e precedida de um estudo pelo Cônego Doutor Joaquim Caetano Fernandes Pinheiro.

SILVEIRA, Sousa da. Textos quinhentistas. Rio de Janeiro, Imprensa Nacional, 1945. Col. Textos antigos e modernos, vol. 1.

SPAGGIARI, Barbara e PERUGI, Maurizio. Fundamentos da Crítica Textual. Rio de Janeiro: Lucerna, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.18364/rc.v1i50.128

ISSN: 2317-4153 | Indexadores